Tópicos do post

Por que os cristãos devem compartilhar o Evangelho?



Fomos ordenados a fazê-lo

Recebemos o mandamento de pregar o evangelho a toda a criação. Jesus disse: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15). Não precisamos de outro motivo.

O inferno existe

Jesus disse: “Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, eu vos digo, temei-o!” (Lucas 12:5). Se o Inferno não existisse, teríamos uma desculpa legítima para a passividade. Mas temos a Palavra de Deus (e a razão) para nos dizer o que espera os pecadores culpados. Quão frios seríamos se não alertássemos sobre sua realidade!

Nós nos esforçamos para amar nosso próximo tanto quanto amamos a nós mesmos

Um bombeiro resgatando pessoas de um prédio em chamas pode estar com medo e preferir estar em casa com sua família, mas ignora seus medos e nega a si mesmo. Como ele, nossos pensamentos não estão em nós mesmos, mas no destino dos que perecem. “E de alguns tem compaixão, fazendo distinção; outros, porém, salvam com temor, tirando-os do fogo, odiando até a vestimenta contaminada pela carne” (Judas 22 , 23).

“Um bombeiro resgatando pessoas de um prédio em chamas pode estar com medo e preferir estar em casa com sua família, mas ele ignora seus medos e nega a si mesmo. Como ele, nossos pensamentos não estão em nós mesmos, mas no destino dos que perecem”.

A obediência é evidência de salvação

A Bíblia diz que Jesus é o autor da salvação eterna para aqueles que lhe obedecem (ver Hebreus 5:9). Não somos salvos por nossa obediência; somos obedientes porque somos salvos. Jesus disse: “Mas por que vocês me chamam 'Senhor, Senhor', e não fazem as coisas que eu digo?” (Lucas 6:46).

Ficar em silêncio é pecado

Assim que o Espírito Santo foi dado, os apóstolos começaram a pregar o evangelho. Deus concedeu a vida eterna à humanidade moribunda! Eles não puderam ficar no Cenáculo porque o amor de Deus os incitou a alcançar os perdidos. “Aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado” (Tiago 4:17).

“Assim que o Espírito Santo foi dado, os apóstolos começaram a pregar o evangelho. Deus concedeu a vida eterna à humanidade moribunda! Eles não podiam ficar no Cenáculo porque o amor de Deus os incitava a irem ao encontro dos perdidos”.

O evangelismo aprofunda nossa caminhada com Deus

Nada ensina um pescador como pescar. Interagir com os perdidos resulta em maior confiança e fé em Deus. “… ouvindo falar do vosso amor e da fé que tendes para com o Senhor Jesus e para com todos os santos, para que a partilha da vossa fé se torne eficaz no reconhecimento de todo o bem que há em vós em Cristo Jesus” (Filemom 5–6).

Leva-nos a examinar as Escrituras

Querer saber como responder a todo homem nos levará à Palavra de Deus. “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” (2 Timóteo 2:15).

Aprofunda nossa gratidão pela cruz

Ao pregarmos continuamente a cruz, aprofundaremos nossa compreensão do que Deus fez por nós em Cristo. Nos encontraremos praticando o que pregamos, então estaremos pensando frequentemente na cruz. “Decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado” (1 Coríntios 2:2).

Aprofunda nossa vida de oração

Revelamos nosso amor pelos perdidos ponderando sobre seu destino e, como resultado, não podemos deixar de clamar a Deus por eles. “O desejo do meu coração e a oração a Deus por Israel é que eles sejam salvos” (Romanos 10:1).

“Nossos medos e sensação de inadequação também nos farão cair de joelhos – o lugar mais seguro para um cristão.”

Nossos medos e sensação de inadequação também nos farão cair de joelhos - o lugar mais seguro para um cristão. “Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco, então é que sou forte” (2 Coríntios 12:10).

Fomos ordenados a imitar Paulo

Paulo mostrou seu amor por Deus e pelos pecadores por sua obediência à Grande Comissão. “Também em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que sejam salvos. Imite-me, assim como eu também imito a Cristo” (1 Coríntios 10:33—11:1).

Este artigo foi escrito originalmente em inglês por Ray Comfort, do ministério Living Waters em "Ten Reasons Why Christians Should Share the Gospel", e traduzido para o português por Gabriel Cruz. Todos os direitos e créditos pertencem a Living Waters. Você pode acessar o conteúdo original clicando aqui.

Postar um comentário